COVID-19 continua a impulsionar o aumento do tráfego de voz e de Internet móvel no 3.º trimestre de 2020

No 3.º trimestre de 2020 (3T2020) o impacto da pandemia de COVID-19 continuou a contribuir para o elevado crescimento do tráfego de voz, que aumentou 13,2% em comparação com o mesmo período do ano anterior. As alterações dos padrões de consumo decorrentes do impacto da COVID-19 tiveram igualmente forte impacto no número de minutos de conversação por acesso de voz móvel, que atingiram, em média, 236 minutos por mês, mais 31 minutos (+15,4%) que em igual período do ano anterior. Estima-se que o impacto específico da pandemia tenha provocado um aumento de 6,9% do tráfego médio por acesso. A duração média das chamadas foi de 183 segundos por chamada, mais 24 segundos (+14,8%) que em igual período do ano anterior.

A MEO - Serviços de Comunicações e Multimédia (MEO) foi o prestador com a quota mais elevada dos acessos móveis ativos com utilização efetiva (40,6%), seguida da Vodafone Portugal – Comunicações Pessoais (Vodafone) com 30,2%, da NOS Comunicações (NOS) com 26,4% e da NOWO Communications (NOWO) com 1,6%. Face ao período homólogo, a quota de acessos móveis da NOS aumentou em 1,4 p.p., tendo a quota da MEO e da Vodafone diminuído 1,2 p.p. e 0,3 p.p., respetivamente.

No caso das quotas de subscritores de acesso à Internet em banda móvel, a quota da MEO foi de 38,5%, seguindo-se a NOS com 30,1%, a Vodafone Portugal com 29,0% e a NOWO/Onitelecom com 2,1%. No 3T2020 a quota da NOS aumentou 1,6 p.p., passando este prestador a ocupar a segunda posição neste ranking. A quota de subscritores da MEO aumentou 0,2 p.p. enquanto que a quota da Vodafone diminuiu 2,3 p.p. A NOWO/Onitelecom foi o prestador que mais cresceu em termos relativos, pelas razões já apontadas. A NOS detém a quota mais elevada de tráfego de Internet em banda larga móvel (45,2%), seguida da MEO e da Vodafone (28,0% e 26,3%, respetivamente). Face ao mesmo período do ano anterior, a quota da NOS aumentou 2,9 p.p. As quotas da Vodafone e da MEO diminuíram 1,8 p.p. e 1,2 p.p., respetivamente.